compartilhe

Mostra apresenta uma seleção de 88 imagens publicadas no extinto jornal carioca, um dos mais relevantes veículos da grande imprensa brasileira do século XX.

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe a exposição inédita Correio da Manhã: uma revolução de imagens nos anos 1960.  Dividida em cinco módulos, a mostra apresenta uma seleção de 88 fotografias publicadas no extinto jornal carioca Correio da Manhã, um dos mais relevantes veículos da grande imprensa brasileira do século XX. As imagens, garimpadas no acervo do Arquivo Nacional, registram os principais acontecimentos da vida pública do país numa década que mudou o mundo.

Protestos de estudantes, passeatas e manifestações de artistas contra a censura são amplamente noticiados em ensaios fotográfcos nos quais o texto assume um papel coadjuvante. Nas páginas dos cadernos de esportes, moda e cultura, editoriais quebravam a rigidez do padrão figurativo que vigorou por décadas na imprensa. Para cobrir temas que iam da vida cotidiana no Rio de Janeiro à Copa do Mundo de 1966, passando pela emergência da minissaia, o Correio da Manhã apostava em imagens com ângulos e cortes inusitados, iluminação especial, técnica apurada e grandes ampliações,.

“A exposição é uma grande homenagem aos fotojornalistas brasileiros e em especial aos que atuaram no Correio da Manhã“, resume Maria do Carmo Rainho, curadora da mostra. O jornal, conhecido pela qualidade e densidade dos textos, logo se destacou também pela atenção dada à fotografia. Em 1911, apenas dez anos após o aparecimento do seu primeiro número, o Correio da Manhã inovou ao utilizar recursos gráficos como o recorte e a superposição para dar mais destaque às imagens.

ENDEREÇO

Avenida Rio Branco, 25 CAIXA Cultural Rio - Centro
Rio de Janeiro - RJ
20040-003

horário de
Funcionamento

Terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

Envie por email

Enviando mensagem...