compartilhe

Uma declaração de amor.

A artista Monica Barki discute temas como a condição feminina e os jogos de poder na exposição que reúne cerca de 60 obras, no Paço Imperial. Do final dos anos 1970 até os dias de hoje, as obras mostram a utilização da arte como libertação entre desenhos, pinturas, gravuras, fotografias, vídeos, assemblages e máquinas em diferentes dimensões.

“Com esta exposição declaro todo o meu amor à arte. Ela expressa o que sou e sinto. É o modo mais sincero que encontrei de me comunicar com as pessoas”, diz a artista, justificando o título da mostra. Eu me declaro ocupa as quatro salas do segundo andar do Paço com trabalhos inéditos e obras impactantes nunca vistas pelo público. “Monica trabalha muito bem em inúmeras linguagens e quis valorizar isso. O público vai poder penetrar o trabalho da artista em múltiplas direções e redescobri-lo em novos contextos”, explica o curador Frederico Dalton.

A artista mostra também fotografias, muitas delas parte da série Desejo e de sua mais recente exposição, Arquitetura do secreto, nas quais é a própria protagonista de performances feitas em vários motéis da cidade. “O desejo está sempre implícito. E em meu trabalho busco constantemente o autoconhecimento ”, diz.

ENDEREÇO

Praça XV de Novembro, 48 Paço Imperial - Centro
Rio de Janeiro - RJ

horário de
Funcionamento

Terça a domingo, das 12h às 19h

Envie por email

Enviando mensagem...