compartilhe

Orquestra Sinfônica Brasileira se apresenta na Sala Cecília Meireles dia 14/11. Mozart, Dvorak, Edino Krieger e Camargo Guarnieri estão no programa dedicado a cordas e percussão.

No dia 14 de novembro, terça, a Orquestra Sinfônica Brasileira volta ao palco da Sala Cecília Meireles com mais um concerto da série OSB na Sala. Sob a batuta do maestro Lee Mills, o grupo de cordas e percussão apresentará obras de Mozart, Dvorak, Edino Krieger e Camargo Guarnieri.

Duzentos anos de escrita para cordas, do classicismo ao neoclassicismo: a apresentação começa com o paradigma de excelência firmado por Mozart, em 1978, com a reelaboração de sua Fuga para dois pianos e passa pela cantável e dançante Serenata, de Dvorák, composta em apenas doze dias, até chegar a duas obras brasileiras do século XX. O Divertimento de Edino Krieger é de 1959 e, a exemplo da obra de Mozart, também nasceu no teclado – trata-se de uma transcrição da primeira sonata para piano do compositor. Já o Concerto de Guarnieri foi escrito sob encomenda da Orquestra de Câmara Armorial, de Pernambuco, em 1972, e tem caráter confessional – o movimento lento, Saudoso, foi escrito em memória de sua mãe.

Ingressos: R$50 (inteira) | R$25 (meia)

ENDEREÇO

Rua da Lapa, 47 - Sala Cecília Meireles - Centro
Rio de Janeiro - RJ

horário de
Funcionamento

Terça às 20h

Envie por email

Enviando mensagem...