compartilhe

A mostra, idealizada e produzida pelo estúdio M´Baraká e pela produtora Logorama, reúne 130 obras que ficarão em exposição até 28 de maio.

A partir do batismo da cidade, quando os portugueses, por engano ou peculiaridades linguísticas, entenderam a baía (de Guanabara) como um rio, desenrolou-se uma narrativa que comprova que, apesar de chamada Rio, a cidade é abraçada pelo mar. “Quando o mar virou Rio” conta muito bem essa história.

Serão expostas gravuras, fotografias, instalações e pinturas, de 25 artistas, que resgatam a história da relação dos moradores do Rio com a praia – desde a origem, quando os médicos receitavam banhos de mar para curar doenças de pele ou respiratórias, até os dias atuais, incluindo a moda, os esportes e o ideal de carioquice que ganhou fama no mundo inteiro.

 

ENDEREÇO

Praça Marechal Ancora, S/N° - Museu Histórico Nacional - Centro
Rio de Janeiro - RJ
20021200

horário de
Funcionamento

Terça a sexta, das 10h às 17:30h; Sábado, domingo e feriado, das 13h às 17h.

Envie por email

Enviando mensagem...