compartilhe

Vencedora dos prêmios Brasil Musical 2018 e Musical Rio 2018 de Melhor Espetáculo Infantil e Botequim Cultural 2018 de Melhor Direção de Teatro Infanto-juvenil, a peça homenageia os baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil, ícones do movimento tropicalista e da música mundial

Quarto espetáculo do premiado projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, criado pela Entre Entretenimento, ‘Tropicalinha – Caetano e Gil para Crianças’ fará nova temporada. Com texto de Pedro Henrique Lopes, direção de Diego Morais e direção musical de Guilherme Borges, o musical infantil, sucesso de púbico e crítica, foi vencedor dos prêmios Brasil Musical 2018 e Musical Rio 2018 de Melhor Espetáculo Infantil e Botequim Cultural 2018 de melhor Direção em Teatro Infanto juvenil. Também está indicado a Melhor Figurino, Melhor Visagismo, Melhor Direção de Produção e Melhor Ator Coadjuvante (Hamilton Dias) no Prêmio CBTIJ de Teatro Infantil 2018. A peça faz uma grande homenagem aos baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil, dois ícones do movimento tropicalista e da música mundial, em uma história que enaltece a amizade e desperta o sentimento de responsabilidade social.

O espetáculo conta a história do Reino de Pindorama, governado por uma rainha autoritária (Martina Blink), que toma o poder e baixa decretos proibindo a música e as cores no lugar. Dois amigos, Cae (Pedro Henrique Lopes) e Gil (Orlando Caldeira), se unem para trazer sons e cores de volta ao reino, em alusão ao movimento tropicalista. Também estão no elenco, Flora Menezes (Pobo), Hamilton Dias (Lindoneia) e Sergio Somene (Juca). O musical não é biográfico, mas é inspirado em momentos vividos por Caetano Veloso e Gilberto Gil na juventude.

  “Em Tropicalinha, mostramos como a amizade e parceria profissional entre dois músicos deu origem à criação de um movimento cultural que influenciou e influencia até hoje as mais diversas manifestações artísticas”, explica o autor Pedro Henrique Lopes, sócio da Entre Entretenimento ao lado de Diego Morais. “Dos espetáculos este é o que mais brinca com as possibilidades teatrais. No sentido de conseguir subverter o enredo em tramas lúdicas, personagens mais fantásticos, exagerados, tudo no tom descontraído, fazendo um paralelo com algumas manifestações artísticas do período da Tropicália”, observa Diego, lembrando que o disco ‘Tropicalia ou Panis et Circencis’, lançado em 1968 como um manifesto musical do movimento, completa cinco décadas este ano.

No repertório, estão 43 músicas (completas e/ou trechos) compostas por eles individualmente ou em parceria, entre elas TropicáliaForça estranhaAlegria, alegriaVamos fugirAndar com féDivino MaravilhosoExpresso 2222 Você é linda.

 “A partir de uma história divertida que se passa num reino fictício, falamos de como é importante o compromisso com a comunidade e da nossa participação na luta pelos direitos de um povo”, acrescenta o diretor. “O repertório é bem vasto porque os dois artistas compuseram, cada um, mais de 600 músicas, e quisemos reunir músicas das mais diversas fases da carreira dos dois”, completa.

ENDEREÇO

Rua Marques de São Vicente, 52 Teatro Clara Nunes - Gávea
Rio de Janeiro - RJ

+55 (21) 2274-9696

horário de
Funcionamento

Sábados e domingos, às 16h

Envie por email

Enviando mensagem...